FANDOM


PortoClaro bandeira 1999.jpg
Série
História de Porto Claro
Saga Portoclarense
Pré-História (...-1516)
Descobrimento (1516-1612)
Colonização (1612-1809)
Ocupação Portuguesa (1809-1817)
Século XIX (1817-1900)
Independência (1900)
Casa de Mesquita
Consolidação (1900-1946)
Modernização (1946-1985)
Estruturação (1985-1992)
História Factual
Criação de Porto Claro (1992)
Primeiro Governo Aguiar
Golpe de Porto Claro (1992)
Reação fabista (1992-1993)
Papelização (1993-1994)
Social-Nacionalismo (1994-1996)
Descoberta do Mundo Micronacional e Degelo (1996-1997)
Governo de União Nacional (1997)
Governo Carnevale (1997-1998)
Intentona Piranhesa (1997)
Revolução Restauradora (1998)
Governo McCaster (1998-1999)
Conspiração de Guisanburgo (1999)
Revolta Pirolista (1999)
Campanha pela Liberdade Religiosa (2000)
Plebiscito da Economia (2001)
Isolamento diplomático (2001-2002)
Desmicronacionalização (2002)
Por tópico
História militar
História diplomática
História cultural
Categoria: História de Porto Claro

O Governo de União Nacional foi o governo apartidário organizado por Jean Tisserand em Porto Claro entre fevereiro e julho de 1997.

O marco para o início da fase atual da História Portoclarense é o fim dos bonecos de papel, que foram a cena total de 1993 a 1996. Esse fim pode ser considerado com a publicação de “A Verdade”, carta de Telêmaco Daniel/Pedro Aguiar que revelou a público o fato que era até então desconhecido: que os cidadãos portoclarenses eram, em sua imensa maioria, feitos de papel (os chamados paples).

É a partir de então que Porto Claro começa a ser organizado como uma micronação como as outras, com uma população que participa através da Internet e conversa por e-mail. Procura-se exemplos em outras micronações, mas PC até encontra seu próprio jeito. E como fazer a transição de cidadãos de papel para gente carne e osso?

Cidadãos de verdade são chamados para “incorporar” os antigos paples, como é o caso de João Pedro Hilario com o Rei Leonardo VI, Isabel Miranda com a Princesa Joana, Fábio da Silva com o Príncipe Fábio Luís e o próprio Pedro Aguiar com “seu neto” Telêmaco Daniel Aguiar. Assim as identidades continuaram, mas com pessoas vivas.

Crise dos Coimbra-Mesquita

A dinastia Coimbra-Mesquita, nessa transição, começou a entrar em crise. Durante um tempo toda a Família Real esteve incomunicável, e o Poder Moderador simplesmente não era exercido por ninguém. O primeiro a voltar foi o Príncipe Fábio, que assumiu a regência por um curto período até o retorno do Rei. Depois voltou a princesa herdeira. Por pressão da nobreza, que tinha na princesa a esperança de uma monarca moderada e promissora, Leonardo VI acabou abdicando em nome da “filha”, mas permanecendo em Porto Claro (na verdade, era João Hilário, sem nenhuma ligação com o tirano, quem abdicava).

O reinado de Joana II, porém, não durou muito. Ao contrário da princesa de papel, a de carne e osso era pouco ativa e pouco interessada e foi quase uma fantoche da nobreza, até que não agüentando mais nenhuma tarefa que o posto de rainha exigia, Joana II jogou tudo para o alto e foi embora em maio, deixando um interregno de quatro meses, ao fim do qual o próprio João (sem o personagem Leonardo VI) foi eleito rei pelo novo Senado. Já não havia mais família real nenhuma e a dinastia Coimbra Mesquita desapareceu.

Transição de Governo

E politicamente, a transição é feita com Jean Tisserand, que logo no início se revela um político ultra-competente, de centro-direita mas democrata convicto, defensor da lei e da ordem. Tendo sido um micronacionalista na infância, ele já tinha alguma experiência na administração desse tipo de país. Tisserand conduziu de fevereiro a julho de 1997 um governo de coalisão entre todas as forças políticas do País, reestruturando a bases da organização nacional, as instituições, as leis e as relações externas. Esse governo foi chamado de GNU, sigla em inglês para Governo de União Nacional.

O papel histórico de Tisserand hoje não pode ser contestado, como “o primeiro-ministro da transição”, a pessoa que liderou Porto Claro de um país de gente fictícia até uma micronação de Internet genuína. Enquanto esteve à frente do Governo, Tisserand manteve a imparcialidade sempre que possível, coordenou as alterações na Constituição (é bom lembrar que o Senado eleito em dezembro/1996 era convocado como constituinte) e teve que enfrentar muitos problemas de burocracia interna, inclusive a chegada em massa de centenas de cidadãos a partir de 12 de maio, quando Porto Claro foi matéria de um grande jornal brasileiro e quadruplicou sua população (o conhecido Boom! de 12 de maio). E isso tudo apesar de ter convicções políticas muito fortes, mas que ele segurou até deixar o Governo. Foi também o único primeiro-ministro não-lusófono até hoje. Sua administração foi marcada por paz interna e convulsões externas, exatamente o contrário de seu sucessor.

Tisserand tinha ansiedade em realizar as eleições para um novo Senado, mas por causa de muito despreparo da política nacional, elas foram adiadas cinco vezes. Afinal, em 29 de junho, ocorreram as eleições, com quatro partidos: Partido Verde, Partido Comunista, Socialista e Conservador. Respectivamente, eles obtêm 7, 2, 2 e 4 cadeiras no Senado.

Diplomacia

No plano das relações diplomáticas, Porto Claro começou muito bem, com Telêmaco, o Duque de Aguiar, como Secretário-Geral da LOSS de outubro/1996 a abril/1997, muitos acordos e amizades internacionais, uma declaração de irmandade com a Niquedônia, a descoberta de vários outros micropaíses num período muito curto. Aguiar tornou-se chanceler em setembro de 1996. Mas, de maio em diante, PC foi vítima de ataques cruéis de países como a Talossa e aliados, contestando principalmente a seriedade nacional, das pessoas e dos governantes. As respostas portoclarenses foram furiosas e durante três meses travou-se uma vendetta de Porto Claro e aliados contra Talossa e aliados. Em meados de 1997, o Chanceler Aguiar liderou a organização do Pacto de Nouvelle Rouen, uma aliança política entre PC e Niquedônia, Utopia, Merovíngia, Port Cólice e Landreth, todos “coincidentemente” não muito simpáticos com a Talossa.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória