FANDOM


Jean Tisserand se destaca por, mesmo sem ser lusófono (é americano de Ohio), ter colaborado decisivamente com duas micronações de língua portuguesa: Porto Claro e Orange.

Ele é também um dos pioneiros do micronacionalismo, tendo criado em sua infância o Reino de Lafayette, já em março de 1960! Em outubro do mesmo ano, transformou o reino em República, que duraria até março de 1962.

Tisserand, cujo nome real é Harold Thomas, foi o responsável pela transição do "governo dos paples" (ver golpe branco) para a micronação de cidadãos reais, sendo o Primeiro-Ministro de Porto Claro de 11 de fevereiro de 1997 até junho de 1997, quando começaria o período de transição para o governo de Fabiano Carnevale, num país já com um senado eleito pelo povo e totalmente tomado por lusófonos - o que fez com que Tisserand se afastasse bastante do dia a dia portoclarense.

Apesar disso, atuou em momentos-chave da história de PC e da crise que levaria à saída de diversos cidadãos e à criação de outra micronação (Intentona Piranhesa): foi co-relator da Constituição de Porto Claro de 1997, sendo o responsável por toda parte que tratava do Confederalismo, justamente para tornar possível sua permanência no país, já que se sentia oprimido por não falar e entender a nova língua majoritária, o português.

Foi ainda co-fundador de Orange, mentor intelectual dos demais "rebeldes", escreveu a "Declaração de Independência de Orange" e foi co-relator também da constituição do Principado de Orange, de 1998.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória